ESPECIAL #01: VOCÊ SABIA? JK ROWLING

31/07/2017


PALAVRAS SÃO NOSSA INESGOTÁVEL FONTE DE MAGIA

ESPECIAL #01

Muito se fala sobre a autora britânica de maior sucesso da contemporaneidade, suas biografias - até mesmo não-autorizadas - são de conhecimento público, há filmes sobre sua carreira e trajetória de amadora à grande celebridade da literatura. Dessa forma, não há motivos para eu me estender falando sobre a biografia tão conhecida de J.K. Rowling.

O que dizer a respeito, nesse dia tão importante para os fãs e para a própria autora, de uma trajetória não somente marcante, mas também louvável? É uma tarefa árdua, de fato, mas não impossível. Inclusive, é necessária por muitos motivos.

Muitos de nossos leitores também são autores, e, imagino que, como eu, devem se questionar: o que fez J.K. Rowling ser um sucesso tão imenso, um sucesso que não era esperado - ainda que ansiado - nem por ela?

Essa é uma pergunta muito difícil de ser respondida, porém, a primeira resposta que eu daria é: amor pela literatura, pela arte que cria. Digo isso pela própria história da autora, que se recorda de sua infância com muito carinho, uma infância como qualquer outra, que cria, inventa arte, sem nem ter ideia que a pratica, pois é a partir da nossa imaginação que a arte ganha proporções, e ninguém melhor do que a criança para inventar e se reinventar: J.K. se reinventou como o próprio Harry Potter, isso é crível e perceptível quando se observa que ambos fazem aniversário no mesmo dia. Hoje.

No entanto, dizer que só o amor pela literatura basta, não seria a minha única resposta, nessa imensidão de possibilidades de respostas que J.K. Rowling e tantos outros autores trazem para nós: ela não desistiu de seus sonhos, mesmo que parecesse impossível. Muitos de nós, quando crianças, sonhamos em ser iguais a algo ou alguém e ter uma ou até mais profissões que nos dessem prazer. Então, antes de continuar, eu questiono a você, leitor: você se tornou quem o seu eu-criança imaginava?

Essa resposta não é tão agradável para a maioria dos adultos, porque a maioria de nós acaba por perder o que tínhamos de mais precioso na nossa infância pela pura e simples necessidade de colocarmos os pés no chão, pelas obrigações do dia a dia ou pelo que é mais rentável, nós deixamos nossos sonhos de lado. J.K. passou pelo mesmo quando seus pais a obrigaram a fazer uma faculdade que não desejava, para se tornar uma secretária bilíngue e, mesmo assim, ela não desistiu dos seus sonhos e de seu ofício, ela ainda tinha o desejo de criar fantasias e mundos como aqueles que criava quando era só uma menininha que brincava com a sua irmã: ela não deixou, a partir da definição dada por Monteiro Lobato - reinventada a partir da história de James Barrie, Peter Pan -, de viajar com o "pó de pirlimpimpim". Ela persistiu e não deixou que seu eu-criança olhasse para o futuro e não se/a reconhecesse.

J.K. passou por muitas provações durante sua vida, talvez seja esse um dos motivos para ser tão ativa no twitter com assuntos políticos e sociais, inclusive e principalmente com a pauta feminista. Ela teve, em seu primeiro casamento, uma relação muito conturbada com o jornalista português Jorge Arantes. Embora tenha sido uma relação devastadora, J.K. Rowling não saiu dela sem aprendizado e força, foi a partir de um convite recebido por seu ex-marido que teve a oportunidade de conhecer a faculdade de Coimbra, o lugar que seria a inspiração para o Castelo de Hogwarts e também para as capas usadas por seus estudantes.

J.K. mostra-nos que, mesmo na adversidade, somos capazes de encontrar luz, imaginação e o que é próprio do ser humano, principalmente da mulher: força. A autora ficou encantada com a construção e com a ideia das capas que os estudantes utilizam, dessa forma, passo a passo, construiu o seu mundo a partir do que sentia, via, ouvia e a intrigava.

E, sem deixar de falar do feminismo que há em J.K. Rowling, a própria trajetória da autora demonstra o quão importante a pauta é nos dias atuais, visto que ela se sentiu coibida a utilizar "J.K.", ao invés de Joanne - seu nome de batismo -, justamente porque mulheres não eram levadas a sério no mercado editorial, inclusive, eram negadas por editoras britânicas pelo único fato de serem mulheres. Dessa forma, J.K., unida a Hermione - uma personagem de destaque e inteligência excepcional na obra "Harry Potter" -, mostra que mulheres podem sim; tornando-se, em 2004, a mulher mais rica de toda a Inglaterra, a segunda mais rica do mundo do entretenimento e a primeira pessoa a se tornar bilionária escrevendo livros. Se as pessoas desistem dos seus sonhos por dinheiro, J.K. Rowling demonstrou que não é preciso. Se as pessoas desistem dos seus sonhos pelas adversidades, J.K. Rowling também demonstrou que não há motivos para desistir.

Parabéns, J.K. - pelo seu aniversário e por toda a esperança que trouxe a todos os fãs de Harry Potter! Parabéns, Harry - por toda a esperança e fantasia que trouxe a adolescentes de todas as idades e de todos os lugares do mundo!

PS: Está com dificuldade de imaginar sua história? Fique preso num trem por quatro horas, tenho certeza que essa é a dica que ela disponibilizaria para todos nós!